jardim de Deus, onde Ele se encontrava com o homem

O que será que acontecia no jardim onde Deus e o homem se encontravam?

Meu amigo Timothy Fraim (Tim) é um missionário americano a quem tive o privilégio de conhecer. Temos origens muito diferentes e contrastantes, mas quando vi o texto que publicou no facebook, pedi permissão para traduzí-lo e publicá-lo no blog.

Acredito que esta visão em relação a nossos talentos, e a descoberta de nossa identidade vinculada a eles é essencial. Não creio que possamos descobrir nosso propósito para estar nesta terra sem antes descobrirmos o que sabemos e gostamos de fazer.

A vida com propósito, que tanto almejamos, exige a descoberta de quem somos. Deixo com vocês o texto dele, que não necessita maiores introduções ou complementos:

“Na igreja, muitas vezes ouvimos líderes dizerem: ‘Não busque sua identidade naquilo que você faz’. Percebi que discordo parcialmente disso. Sim, devemos viver diante de Deus e encontrar nossa identidade primeiro em Cristo; mas a primeira coisa que Deus fez, quando criou o homem, foi  colocá-lo no jardim.

O jardim era um ambiente de trabalho onde tudo era bom. O homem estava lá e Deus estava lá. Ser feito à imagem de Deus significava trabalhar e usar a criatividade com alegria. Foi a essência da comunhão e do propósito.

Simplesmente dizer ‘não encontre sua identidade no que você faz’ deixa de fora a possibilidade de descobrir Deus no que estamos fazendo. Deixa muitos confusos sobre o que eles são chamados a fazer e o valor disso.

É esse tipo de pensamento que criou uma ideia dualista ridícula que nos leva a usar termos como ‘Sagrado e Secular’. Muitas pessoas sentem que precisam escolher entre algum serviço religioso limitado ou trabalhar fora da igreja e ‘viver no mundo’.

Logo, seu único contato com a igreja consiste em uma experiência de domingo. O termo ‘sagrado e secular’ limita o potencial que Deus colocou em nós e minimiza a busca da paixão e da excelência em nossos dons e talentos, como se eles não fossem aceitáveis ​​diante de Deus.

Quero desafiá-lo hoje, com o que tem me intrigado ultimamente: encontre seu chamado dado por Deus e encontre sua identidade nele. Deus quer encontrar você em seu trabalho, Ele quer que esses dons e talentos sejam praticados e aperfeiçoados.

Deus não nos criou para vivermos escondidos e envergonhados de nossas habilidades, Ele quer expô-las diante do mundo para a Sua glória. Ele quer que o que Ele colocou em você seja usado, não suprimido.

Se você realmente quer viver diante de Deus como Ele pretende que viva, então perceba que no jardim não havia culto da Igreja, nenhum líder de adoração e nenhum pastor – era Deus e homem trabalhando juntos com grande alegria!”

Timothy Fraim

 

“Usa a capacidade que tens. A floresta ficaria mais silenciosa se só o melhor pássaro cantasse.”  Henry Van Dyke